Topo
Lei em Campo

Lei em Campo

Categorias

Histórico

Maior novela do futebol brasileiro acabou. Final feliz para o Palmeiras

Andrei Kampff

2024-05-20T19:15:45

24/05/2019 15h45

Acabou a novela. Teremos Palmeiras na Globo.

A discussão foi longa. O time paulista não abriu mão dos cerca de 100 milhões de reais que exigia para permitir a transmissão pela emissora. A Globo conseguiu ampliar o acordo para seis anos.

No centro de tudo isso, o Direito de Arena.

Foi muito mais rápido até do que os especialistas imaginavam, mas não surpreende mais ninguém. A forma de entregar e consumir conteúdo mudou. O streaming já chegou com o futuro. A verdade irrefutável é: a TV aberta deixou de nadar soberana como a detentora do monopólio da informação coletiva. E ela também sabe que esse é um caminho sem volta. A TV tradicional não é mais onipotente na construção do imaginário coletivo.

Falei sobre isso num texto em que mostrei que a Apple entrou nessa e que o esporte pode comemorar.

Empresas globais de olho em eventos esportivos. Claro que os clubes e as entidades esportivas se cacifam quando passam a negociar com mais gente. Os direitos de transmissão serão negociados por muito mais dinheiro. Preparo jurídico passa a ser primordial.

Direito de Arena está definido pela lei do esporte, a Lei Pelé, no art. 42. Diz a Lei que esse é um direito que pertence às entidades esportivas, que, com o amparo legal, podem negociar a captação, transmissão, retransmissão, por qualquer meio, de evento esportivo de que participem.

Isso ajuda a entender o tempo que a a maior novela do futebol brasileiro em 2019 se desenrolou.

Luiz Marcondes, presidente do Instituto Iberoamericano de Direito Desportivo e colunista do Lei em Campo, traz Friedrich Nietzsche e um vasto conhecimento da dramaturgia nacional para contar mais sobre esse acerto. 


 

O último capítulo da novela do futebol 2019

"Tudo é precioso para aquele que foi, por muito tempo, privado de tudo."¹

O último capítulo da novela envolvendo o Grupo Globo e o Palmeiras foi gravado ontem e irá ao ar já neste final de semana. A "História de Amor"² entre as partes, já tradicional para encerrar tramas dramáticas, durará minimamente pelos próximos seis anos, e os jogos do alviverde poderão ser transmitidos em "Terra Nostra"³ e no exterior. Além das transmissões, outros produtos, como o fantasy game Cartola F.C., já contarão com os "Os Gigantes"⁴ do esquadrão palestrino.

Com um "Sétimo Sentido"⁵, a empresa carioca recuou e apresentou uma proposta "Brilhante"⁶ ao clube, que fez "Renascer"⁷ a "Esperança"⁸ do acordo. "O outro"⁹ lado recepcionou bem a proposta, entendendo ter vencido o "Corpo a Corpo"¹⁰ e, no "Baila Comigo"¹¹, ter feito a emissora provar seu "Suave Veneno"¹². Assim, ao "Passo dos Ventos"¹³, aceitou.

"O astro"¹⁴ dessa batalha, o presidente da agremiação paulista, em nota oficial triunfou: "Informo aos nossos milhões de torcedores que entramos em acordo com a TV Globo sobre os direitos de transmissão para tv aberta e pay-per-view em relação ao Campeonato Brasileiro. Tivemos os nossos pleitos atendidos a contento e assinamos um contrato com duração de seis anos". E com um tom de "O dono do Mundo"¹⁵, dando ao torcedor a condição de "Celebridade"¹⁶, completou: "Quero agradecer ao torcedor palmeirense, que compreendeu a importância de todo esse processo e esteve sempre ao nosso lado durante a negociação, sendo fundamental e determinante para o sucesso dessa operação. Temos novamente a oportunidade de demonstrar a importância e o valor de nossa marca, consumindo os produtos com transmissão de jogos do Palmeiras".

A Rede Globo, "Rainha da Sucata"¹⁷ nessa disputa, em nota oficial, informou que o acordo estava selado. Ainda em "Roda de Fogo"¹⁸, apesar da tentativa de minimizar o "Meu Bem, Meu Mal"¹⁹ travado, explicou: "A negociação foi considerada satisfatória para as duas partes e seguiu em linha com o novo modelo de remuneração dos direitos de transmissão, que fortalece ainda mais os clubes e o futebol brasileiro, sempre respeitando as condições de mercado".

Buscando resgatar o "Sol de Verão"²⁰ das competições 2019, inclusive da Libertadores da "América"²¹, e visando manter no futebol os "Laços de Família"²², a emissora complementou: "Agora com todos os times, as transmissões do campeonato, acompanhadas de uma cobertura do tamanho da paixão do brasileiro pelo futebol, reforçam o compromisso do Esporte, transversal a todas as plataformas Globo, com esse sentimento. Em todas as telas, todos os clubes, todas as cores, todas as paixões".

Nesta "Torre de Babel"²³, para nós que assistimos a essa "Belíssima"²⁴ novela, resta aprender que o futebol nada mais é que o "Espelho Mágico"²⁵ das "Páginas da Vida"²⁶, e que sempre será possível conseguir um "Final Feliz"²⁷.

"Não é a força, mas a constância dos bons resultados, que conduz os homens à felicidade."²⁸

……….

1 e 28 – Friedrich Nietzsche
2 ao 27 – Novelas da Rede Globo

Sobre o autor

Andrei Kampff é jornalista formado pela PUC-RS e advogado pela UFRGS-RS. Pós-graduando em Direito Esportivo e conselheiro do Instituto Iberoamericano de Direito Desportivo e criador do portal Lei em Campo. Trabalha com esporte há 25 anos, tendo participado dos principais eventos esportivos do mundo e viajado por 32 países atrás de histórias espetaculares. É autor do livro “#Prass38”.

Sobre o blog

Não existe esporte sem regras. Entendê-las é fundamental para quem vive da prática esportiva, como também para quem comenta ou se encanta com ela. De uma maneira leve, sem perder o conteúdo indispensável, Andrei Kampff irá trazer neste espaço a palavra de especialistas sobre temas relevantes em que direito e esporte tabelam juntos.

Mais Lei em Campo, por Andrei Kampff