Topo
Lei em Campo

Lei em Campo

Categorias

Histórico

Gaciba tem dado respostas rápidas. E acertadas

Andrei Kampff

21/08/2019 12h00

Acho que Leonardo Gaciba tem sido a grande – e boa – novidade desta nova gestão da CBF.

Em pouco tempo, tem apresentado soluções rápidas para problemas antigos, e novos que vão aparecendo.

Logo que chegou, desfez um absurdo, tomando uma decisão lógica, mas que não era a da CBF.

A International Board, órgão que regulamenta as regras do futebol, definiu várias mudanças nas regras do jogo. Pelo calendário europeu elas valeriam no segundo semestre. A CBF  tinha determinado que elas valeriam somente depois da Copa América. O Brasileiro teria, portanto, regras diferentes, as de antes e as de depois da Copa América.

Veja também

Gaciba chegou e bateu o martelo: as regras valeriam a partir da primeira rodada do Brasileiro. Ufa!

Ele também tem trabalhado buscando dar mais transparência a arbitragem – esta na hora de abrir a caixa-preta da arbitragem. Depois da aula que a Premier League apresentou sobre o VAR já na primeira rodada, ele decidiu aprimorar e tornar acessível a revisão por vídeo. Deu uma resposta rápida mais uma vez.

É o que conta Renata Ruel, comentarista dos canais ESPN e colunista do Lei em Campo.


 

Transparência nas imagens do VAR no Brasileirão

Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, anunciou em uma coletiva na última segunda-feira, na sede da CBF, que, a partir da primeira rodada do segundo turno, quem estiver assistindo aos jogos do Brasileirão pela TV poderá ver as imagens em tempo real da checagem do VAR quando houver uma paralisação para análise.

A CBF solicitou e a FIFA concedeu autorização para tal feito, pois isso não consta no protocolo do VAR – e quaisquer alterações só podem ocorrer com permissão do órgão máximo do futebol.

Este é o primeiro ano de uso do VAR na Premier League, porém, lá o torcedor tanto pela TV como no estádio sabe o que está sendo checado pelo VAR. Nesta última rodada do Campeonato Inglês, quem assistia ao jogo Wolves x Manchester United pôde conferir em tempo real a checagem de possível impedimento no gol do Wolves: em lance ajustado, foi traçada a famosa linha 3D para a conclusão final de gol legal em menos de 1 minuto. Porém, esse procedimento é considerado complexo e demorado para quem atua com o VAR no Brasil. No gol do Flamengo contra o Corinthians, o mesmo procedimento teve duração em torno de 5 minutos – ressaltando que a empresa que opera o VAR no Brasil e Inglaterra é a mesma.

A CBF está estudando a possibilidade de as imagens passarem também para quem estiver no estádio assistindo aos jogos, porém, é um grande passo o público poder ver o que está sendo checado. Demonstra maior transparência, apesar de os áudios das conversas entre o árbitro e o VAR seguirem sigilosos.

Gaciba aproveitou o momento para lançar a campanha de respeito aos árbitros, à arbitragem em geral, lembrando que são seres humanos, sujeitos a errar, sim, mas com uma dedicação enorme. O tema da campanha é "Respeito: Essa é a Regra do Jogo". O respeito tem que existir sempre, de todas as partes – do jogador, treinador, torcedor, jornalista, dirigentes – em relação aos árbitros, assim como partindo dos árbitros em relação a todos. Respeito pelo futebol, respeito pelos seres humanos, respeito por quem ama esse esporte e busca um jogo limpo sempre.

 

Sobre o autor

Andrei Kampff é jornalista formado pela PUC-RS e advogado pela UFRGS-RS. Pós-graduando em Direito Esportivo e conselheiro do Instituto Iberoamericano de Direito Desportivo e criador do portal Lei em Campo. Trabalha com esporte há 25 anos, tendo participado dos principais eventos esportivos do mundo e viajado por 32 países atrás de histórias espetaculares. É autor do livro “#Prass38”.

Sobre o blog

Não existe esporte sem regras. Entendê-las é fundamental para quem vive da prática esportiva, como também para quem comenta ou se encanta com ela. De uma maneira leve, sem perder o conteúdo indispensável, Andrei Kampff irá trazer neste espaço a palavra de especialistas sobre temas relevantes em que direito e esporte tabelam juntos.

Mais Lei em Campo, por Andrei Kampff